Ainda não há comentários

A benção do casamento (parte I)

Texto: Jeremias 2: 1-15

1 – E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

2 – Vai, e clama aos ouvidos de Jerusalém, dizendo: Assim diz o SENHOR: Lembro-me de ti, da piedade da tua mocidade, e do amor do teu noivado, quando me seguias no deserto, numa terra que não se semeava.

3 – Então Israel era santidade para o SENHOR, e as primícias da sua novidade; todos os que o devoravam eram tidos por culpados; o mal vinha sobre eles, diz o SENHOR.

4 – Ouvi a palavra do SENHOR, ó casa de Jacó, e todas as famílias da casa de Israel;

5 – Assim diz o SENHOR: Que injustiça acharam vossos pais em mim, para se afastarem de mim, indo após a vaidade, e tornando-se levianos?

6 – E não disseram: Onde está o SENHOR, que nos fez subir da terra do Egito, que nos guiou através do deserto, por uma terra árida, e de covas, por uma terra de sequidão e sombra de morte, por uma terra pela qual ninguém transitava, e na qual não morava homem algum?

7 – E eu vos introduzi numa terra fértil, para comerdes o seu fruto e o seu bem; mas quando nela entrastes contaminastes a minha terra, e da minha herança fizestes uma abominação.

8 – Os sacerdotes não disseram: Onde está o SENHOR? E os que tratavam da lei não me conheciam, e os pastores prevaricavam contra mim, e os profetas profetizavam por Baal, e andaram após o que é de nenhum proveito.

9 – Portanto ainda contenderei convosco, diz o SENHOR; e até com os filhos de vossos filhos contenderei.

10 – Pois, passai às ilhas de Quitim, e vede; e enviai a Quedar, e atentai bem, e vede se jamais sucedeu coisa semelhante.

11 – Houve alguma nação que trocasse os seus deuses, ainda que não fossem deuses? Todavia o meu povo trocou a sua glória por aquilo que é de nenhum proveito.

12 – Espantai-vos disto, ó céus, e horrorizai-vos! Ficai verdadeiramente desolados, diz o SENHOR.

13 – Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm águas.

Um dia ouvi uma frase: o casamento é a eutanásia da paixão. Será que alguém casado não pode continuar apaixonado? Estudos dizem que uma paixão dura no máximo 2 anos, então se inicia o relacionamento estável, insípido. Casamentos podem durar muito e ainda serem cheios de amor e paixão. Cada cônjuge, dentro da sua realidade e apesar das suas diferenças, podem abençoar o seu cônjuge.

No texto que lemos, o profeta fala da relação entre Israel e Deus. Mas podemos encontrar aplicações para nossas vidas. O primeiro ponto destacado pelo profeta é: AFEIÇÃO. O casamento precisa ter afeição. Significa dizer: gosto de você, me afeiçôo a você. No casamento deve haver completude, afinidade. Ao casar é preciso compreender que isso acontece por causa de afeição, em outras palavras estamos falando de gentileza. Não importa a distância ou os obstáculos. O amor nos leva a superar cada obstáculo para simplesmente estar próximo da pessoa amada.

O segundo ponto é: DEVOÇÃO. Antes de me casar, era capaz de superar 3 mil quilômetros para poder vir ver minha esposa, minha amada. Naquele momento, o que importava era estar do lado dela. Podia estar louco, mas só se fosse pela minha futura esposa. Queríamos saber apenas um do outro. Casamento, parceria, companhia, devoção.

Verso 6 – você andava por lugares distantes, mas Deus a trouxe para uma terra boa, mas ela não deu valor a essa terra. Deus está reclamando do povo que manchou a terra que o próprio Deus entregou.

I Reis 11:1-4 – Salomão tinha 700 esposas e 300 concubinas. As esposas eram para acordos políticos. A concubina representava o pagamento de uma dívida de alguém. Salomão, porém não tinha o amor da sunamita. Mesmo que em Cantares ele declare todo o seu amor. A sunamita amava o seu amado, o camponês e nem o Rei poderia apagar esse amor, nem morte, nem vida, nem as profundas águas poderiam afogá-lo. (Cantares 8:7). O Senhor pede exclusividade e que valorizemos o lugar onde estamos.

Por hoje pararemos por aqui, mas que você entenda a importância de cultivar: AFEIÇÃO, DEVOÇÃO E EXCLUSIVIDADE pelo seu cônjuge. Deus te abençoe, cada dia mais.

(continua)

Apóstolo Anselmo Valadão

Publicar um comentário