Ainda não há comentários

Um Deus que está acessível.

Texto Bíblico:

Marcos 5:25 – 34

O tempo todo, nas histórias que lemos nos Evangelhos, aprendemos a forma como Deus lida com o homem, na forma como Jesus se relaciona com a humanidade. Foi assim com Lázaro e suas irmãs. Depois que o amigo de Jesus caiu doente, rapidamente as suas irmãs mandaram chamar Jesus. Ele levou 4 dias para chegar lá, porém já era “tarde”, Lázaro já havia morrido. Apesar das pessoas não entenderem, Jesus fez um milagre e trouxe Lázaro do mundo dos mortos. A perspectiva de Jesus sobre qualquer situação era bem diferente.

Queremos que Deus opere do nosso modo e no nosso tempo. Contudo, Deus tem as formas e o tempo certo. Jesus chega e ressuscita seu amigo, mesmo depois de 4 dias já falecido. Isso acontece porque Jesus está acessível. Deus sempre quis estar no meio do seu povo. Desde o Éden, na viração do dia, Deus tinha prazer na comunhão com o homem e a mulher.

Mas o homem cai e perde essa comunhão. A sua acessibilidade é destruída. Por isso Isaias 59:2 diz que nossas iniqüidades fazem separação entre nós e Deus, ou seja, impede a acessibilidade. Por meio de Moisés, Deus ordena a construção do Tabernáculo. A comunhão é restaurada e Deus, outra vez, tem acessibilidade ao povo e este a Deus. Onde a Tenda do Tabernáculo estava ali estava Deus e ali também o povo.

O profeta Isaias, no capítulo 6 de seu livro escreve: ai de mim que sou impuro e vi a glória de Deus. O templo estava cheio da sua glória. Através do Tabernáculo, Deus dava o pontapé inicial para a acessibilidade. Por fim, o próprio Jesus, segundo a Bíblia, tabernaculou entre nós.

No texto acima, lemos sobre uma mulher que tocou em Jesus, que teve acesso a Ele. Tocar em Jesus é tocar na Graça. É algo incomum, mas possível. Jesus, ainda hoje está disponível e você pode tocar n’Ele. Jesus está disponível a todos.

Mesmo com toda a multidão espremendo Jesus, apenas aquela mulher recebeu uma benção especial. Todos tocavam em Jesus, mas não do jeito daquela mulher. Isso significa que tocar n’Ele pode não ser suficiente. Você pode tocar em Jesus, mas se seu coração não estiver aberto para o que Ele deseja falar, você pode sair como chegou.

O que você pediria a Jesus se Ele se apresentasse a você nesta hora? A mulher queria apenas tocá-lo, estar na presença d’Ele. Algumas pessoas chegam aqui e voltam pra casa do mesmo jeito que chegaram. Outras, porém, tem suas vidas transformadas pelo toque de Jesus. Deus pode estar fazendo algo do seu lado e você não perceber. Mesmo todos tentando e até tocando em Jesus, apenas na vida daquela mulher é que Jesus liberou poder e milagre. Jesus pede aos discípulos que parem tudo porque queria saber quem o havia tocado daquela maneira. Nem sempre Deus agirá de forma hollywoodiana, mas ele sempre provoca um milagre.

O que aconteceu na vida daquela mulher pode acontecer com você também: na célula, no culto, na oração. O encontro com Jesus transforma vidas. Ao ajuntamento dos cristãos definem a manifestação da presença de Jesus. Mas poucos são atingidos pela Graça e outros nem tanto.

O que você esperava para esta noite, para este culto? Apenas comparecer neste lugar vestindo sua camisa de célula ou levantar sua bandeira? Hoje é dia do seu encontro com Deus e dia de milagre. Quando você busca a Jesus e decide tocá-lo, você nunca voltará vazio.

Muitas vezes, perdemos tempo questionando tudo: líderes, introdução, louvor e não aproveitamos a oportunidade de tocar Jesus. Primeiro, aquela mulher buscou Jesus de forma intencional. Ela sabia da fama de Jesus e acreditou que Ele poderia fazer algo por ela. Na situação em que ela se encontra, vivia discriminada por causa de sua doença. Não é permitido nem sentar-se no mesmo lugar em que uma mulher menstruada se sentou. Para não se tornar impuro como ela. Se a multidão soubesse da hemorragia crônica, ou eles abririam caminho ou a expulsariam da presença de todos. Se Jesus estivesse olhando para aquela mulher e perguntado o que ela gostaria de receber: ela diria na ponta da língua: quero ser curada, foi intencional.

Segundo, aquela mulher tocou com fé, com um propósito: ser curada. Quando percebemos na oração de Ana, se derramando e chorando compulsivamente diante de Deus. O Sacerdote dizia que era muito cedo para esta bêbada. Ela explica que não está bêbada. Naquele mesmo dia, ela recebe a profecia que no tempo certo, ela daria a luz a um filho. Aquela mulher tinha propósito. Quando agimos assim, com convicção do que queremos, Deus faz algo por nós.

Em terceiro lugar: Aquela mulher se expõe. Ela não tem vergonha de se expor para a multidão. Jesus não quer apenas fazer um milagre na sua vida. Jesus quer te conhecer. Não dá pra se esconder no anonimato ou se esconder debaixo da cama. É preciso testemunhar tudo o que acontece na sua vida. Jesus é um deus de relacionamento e comunhão, que estabeleceu uma igreja para isso: comunhão entre os irmãos. Não é apenas um milagre, é também relacionamento.

Hoje, o meu conselho para você é: Toque em Jesus ou continue fazendo parte da multidão que caminha em direção a casa de Jairo. Jesus parou tudo para ensinar: as pessoas precisam ser tocadas e depois ser conhecidas. Em outras palavras: milagres e relacionamentos.

Toque em Jesus, mas deixe ele tocar em você também. E após o milagre, lembre-se que existe mais, existem relacionamento com o filho de deus.

Deus te abençoe.

Ap.Anselmo Valadão

Publicar um comentário