A bênção do casamento (parte II)

Texto básico

Jeremias 2: 2-13

Falar sobre casamento nem sempre é fácil. Alguns brincam que não são alianças trocadas nesse caso, mas algemas ou mesmo um caminho em direção a forca. Para muitas pessoas, o casamento é a eutanásia da paixão. Ou seja, ausência de sentimentos. O que antes era estável, hoje nem tanto.

No texto acima, o Senhor reclama desse tipo de postura. Ele fala da saudade dos primeiros dias. Não havia provações que impedissem o amor. Ninguém reclamava do deserto. Que alegria era essa? Mesmo sem nenhum recurso, o amor nos alimenta. As dificuldades não interessam porque o amor tudo supera e suporta. Você como casal deve estar pensando o mesmo: como as coisas mudaram hoje. Mas quero dizer a você que foi exatamente você quem deixou passar esse tempo.

Na primeira parte dessa mensagem falamos de alguns pontos que precisam existir no casamento.

Primeiro: Afeição. Estamos falando de gentileza. Cultivar o respeito e afeto pelo outro. Não dar lugar a gritos ou brigas. Em seguida falamos de Devoção. É o que nos faz sair de um lado da cidade para outro, por amor. Depois falamos de Exclusividade. Salomão tinha mil esposas. Contudo tinha alguém que ela mais amava: a Sulamita. Deus está dizendo, se você não consegue se satisfazer com mil mulheres, com 3 mil também não acontecerá. Mesmo desejando a Sulamita, esta dizia: meu desejo é para o meu amado, eu sou dele e ele é meu. Ele não precisa ser um rei, apenas um camponês porque meu amor por ele nem as águas ou a morte podem apagá-lo.

Malaquias 2 – seja fiel à mulher da sua mocidade. Na sua mocidade seja fiel à pessoa da sua mocidade. Atualmente, fala-se de relacionamentos imperfeitos. Dizem que não existem modelos perfeitos. Porém, o que fica é aquilo que realiza você.

O povo de Israel buscou realização em outros deuses, mas não conseguiu. As pessoas estão trocando suas relações duradouras por aventuras, por situações malignas e ilusórias. As pessoas estão em busca de Baal. Elas querem deixar tudo para buscar a aventura de uma relação sem verdade, cheia de traumas. Deus e a Bíblia falam de exclusividade, que tem tudo a ver com fidelidade. Se sua mente está sempre no outro, mesmo sem nunca tocar ou beijar ou manter relação, a Bíblia chama de adultério. Não podemos classificar como infidelidade, porque para ser infiel é preciso ser exclusivo.

A internet, hoje, pode ser uma ferramenta que pode prejudicar os relacionamentos. Casamentos são destruídos por causa dela. Mesmo sem contato, algumas pessoas acham correto se envolver com outras pessoas. A Bíblia diz que os pensamentos e intenções, mesmo sem o fato consumado são pecado. O que é ser fiel ou infiel? Não houve infidelidade porque não havia exclusividade. O diabo anda ao nosso derredor. A rede mundial de computadores tem destruído relacionamentos que estão a um passo do fim do casamento, se este já não está desfeito.

Vamos falar de Prioridade. Verso 3 – Israel você era só meu. Depois de falarmos sobre aceitação, dedicação, parceria, exclusividade, sigamos falando de prioridade. Estamos falando que o cônjuge é a prioridade do outro. E me diga se não era assim com seu “cônjuge”. Você brigava com família e amigos por causa do outro. Com o passar dos anos, as pessoas perdem o senso da prioridade. Os filhos roubam esse sendo de nós. Nos escondendo atrás da paternidade ou maternidade, disfarçando-nos de bons pais e mães que devem sustentar o lar a qualquer custo, sempre arrumando desculpas para passar horas trabalhando.

Com a desculpa de ter que cuidar da casa, família e filhos não temos mais tempo para o outro, invertemos as prioridades. Perdemos o senso de prioridade. Às vezes focamos tanto em nossos filhos que esquecemos o cônjuge. Os filhos, porém crescerão, se casarão e tocarão sua vida. Eles irão embora e vocês dois ficarão. Como ficará sua relação? Sua prioridade na relação não é o filho, mas o cônjuge. Os filhos crescerão dentro desse ambiente. Alguns colocam a criança no meio do casal. Isto pode causar danos à relação. A criança se torna testemunha de discussões ou motivo de defesa do pai ou da mãe. Quando perdemos o senso da prioridade, colhemos frutos amargos.

Em último lugar, o versículo diz que Deus castigará todos aqueles que te fizeram sofrer: Acolhimento e Segurança. Um casamento precisa de acolhimento e segurança. A Bíblia diz que o marido é a cabeça da esposa. Precisamos entender algo que a Bíblia não diz: o marido é cabeça da esposa. O homem genérico não tem autoridade sobre sua esposa, porque o marido sim é o sacerdote, aquele que cuida, que guarda e que tem autoridade sobre a esposa. Lembrando que autoridade existe em função ou em favor de alguém, não em favor de si mesmo. Tem gente que quer autoridade para se beneficiar, mas o propósito da autoridade é abençoar o outro, esse é o propósito de Deus, inclusive.

A ideia é de que o homem abrace sua esposa e a mulher seja abraçada, cuidada e protegida. Não se deve inverter tais papéis. O homem reclama que não recebe muito, porque na verdade ele não tem dado o suficiente a sua esposa. Um homem que não inspira confiança não terá um relacionamento duradouro e abençoado. O Senhor está dizendo: eu protegerei, em outras palavras, fique tranquilo porque eu estarei do seu lado.

Casamento é um status permanente. Podemos listar 3 tipos de pessoas aqui. Pessoas que buscaram, buscam e continuam até hoje. Não têm descanso. Se você já casou já está semeado. É tempo de descansar na terra que o Senhor semeou em sua vida. Ali é a terra boa que você deve crescer. Tem gente, casada, que continua buscando o que não se precisa buscar.

Em segundo lugar, têm pessoas que não buscam nada, mas estão acomodadas e frustradas. Isso não significa que você deve terminar com seu casamento, para buscar coisas novas, mas deve procurar melhorar o casamento com novas atitudes de amor.

Em terceiro, pessoas que desfrutam o melhor da Terra. Desfrute o melhor da sua terra. Deus semeou você neste lugar, então busque o melhor d’Ele neste tempo. Se você acha que seu casamento não tem o melhor, ele está balançado, você pode mudar essa realidade. Trabalhar na terra significa colher o melhor dela.

Que você possa se empenhar em colher o melhor da sua terra. Lugar este onde o Senhor semeou sua vida. Exerça sua autoridade em função do outro, buscando a proteção do seu cônjuge. Dessa forma, a benção do Senhor estará sobre vocês.

Deus te abençoe.

Apóstolo Anselmo

Compartilhe



Veja também :