Ainda não há comentários

Colocando ordem no Caos

Texto: Gênesis 1:1,2

1 – No princípio criou Deus os céus e a terra.
2 – E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
Vivemos dias conturbados. Ameaças de uma iminente guerra sondam as terras de Israel. No mundo inteiro, nunca se falou tanto sobre ateísmo. Diante de tantos acontecimentos, duas datas marcaram definitivamente a história da humanidade. A primeira delas é 11 de Setembro de 2001. A supremacia americana é ameaçada quando um grupo de pessoas decide usar a própria vida para derrubar o símbolo do poder americano. Mais do que o domínio político, econômico ou geográfico, a pressão religiosa estimulou uma atitude extrema e terrorista.
Radicais islâmicos ou cristãos, todos matam em nome do seu deus. São seguidores de uma filosofia que dá apenas uma opção aos seus seguidores: ser escravo do sistema.
A segunda data que mudou o mundo foi 04 de fevereiro de 2007. Estudiosos, cientistas e vários líderes mundiais se reúnem para anunciar uma triste notícia. O Planeta está “doente”. Ele perdeu o poder de recriar a vida e por causa disso, caminhamos em direção ao caos. Tudo isso em conseqüência dos atos irresponsáveis e desenfreados daquele que deveria ser o primeiro a cuidar da sua “casa”, o homem.
Nunca na história da Humanidade se produziu tanto lixo. Grandes cadeias de alimentos não hesitam em jogar comida em latas de lixo, ao mesmo tempo em que milhares de pessoas, diariamente, morrem de fome. Somos a única espécie que mata os outros, não por causa da sobrevivência, mas por interesses próprios. Os outros animais, ditos irracionais, apenas matam para sobreviver. O homem vai além disso.
A Ciência, em sua produção e evolução, produz muito mais destruição do que a vida em si. Os países possuem armamentos que poderiam transformar o Planeta em um grão de areia cósmica, em apenas alguns minutos. Enquanto isso o ateísmo continua crescendo, porém com uma conclusão: Deus não pode ser ignorado. Alguns podem não acreditar n’Ele, mas isso não os impede de pensar em sua existência.
O grande escritor português José Saramago, ganhador do prêmio Nobel de Literatura diz que o fanatismo não tem nada a ver com Deus, mas para ele o fator Deus é que é o problema. A guerra religiosa não é feita por Deus, mas pelo fator Deus, ou seja, a maneira como as pessoas pensam sobre Deus.
Conta-se uma história de 02 rabinos que discutiam a respeito da existência de Deus e depois de horas a fio de debates, durante a madrugada, chegaram a conclusão que ele não existia. Concluído o debate, os dois foram dormir. Pela manhã, ao levantar-se um deles sentiu a falta do companheiro e foi procurá-lo. O outro foi encontrado fazendo suas orações. O outro rabino não entendendo nada perguntou ao amigo: o que você está fazendo? Não chegamos a conclusão hoje pela madrugada que Deus não existe? Seu amigo interrompe suas orações, respondendo-lhe: o que Deus tem a ver com isso?
Emanuel Kant, um crítico do saber possui 03 pontos de vista a cerca do entendimento.
Saber: eu sei e posso provar.
Opinião: eu acho, mas não posso provar.
Fé: não tenho como provar, mas tenho certeza.
Deus não é objeto da Lógica. Fé, por outro lado não deve ser debatida. Primeiro eu creio, em seguida eu entendendo. Esta ordem não deve ser invertida.
Isaías 43:10 – Vós sois as minhas testemunhas, diz o SENHOR, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá.
O debate distancia as pessoas de Deus. A Bíblia não foi escrita para provar a existência de Deus, mas para você saber como viver sua vida. Para os sábios, seus escritos são loucura, mas porque apenas pelo Espírito Santo se pode crer.
Só a verdade pode revelar a verdade. A experiência de Deus é gerada pelo próprio Deus, quando este permite que você o encontre e quando você o busca de todo coração. Para os naturalistas, Deus e homem fazem parte da Natureza. Ao morrer, o homem apenas se transforma em outra substância desse universo. Como parte do relógio da vida, ao morrer, o homem deixa de ser um pino do mecanismo para se tornar uma arruela.
Segundo o profeta Isaías, citado acima, não há outro deus. No pensamento judaico, não há um relógio sem um relojoeiro e este é Deus, aquele que está acima do Abismo e das Trevas, como pode se lido em Gênesis 1:1,2.
Em Salmos capítulo 8 lemos que o homem foi criado por Deus e como em algumas traduções, sendo esta a versão correta, um pouco menor do Ele, para dominar sobre tudo e não o contrário. O homem não é prisioneiro da Lógica, Natureza ou qualquer outra coisa, mas o homem é livre para dominar toda criação da mão de Deus.
Colossense 2:13,14 diz que todo escrito de dívida foi cancelado. Não há obra nenhuma que Deus não possa desfazer por amor a você. Mateus 11:29,30 diz que ele levou todo peso que havia sobre você, para que fosse livre de qualquer circunstância ao seu redor. Você é livre e não um prisioneiro. Como escrito em Salmos 8, está acima de tudo e todos, inclusive dos seres celestiais. Liberte-se, rebele-se contra o caos das enfermidades, dificuldades, opressão e tudo mais que te faz um prisioneiro. É tempo de marchar contra o Abismo e as Trevas, porque seu Deus é quem está acima de tudo isso e se você é apenas um pouco menor do que Ele, você também está acima do Abismo e das Trevas.
Se você crê, creia. Se você crê, entenda o que você crê. Independente do caos que impera na sua vida, Deus pode colocar ordem em tudo. Como Ele, você pode viver acima de toda obra que possa tentar te dominar. Se você quer ser escravo, não seja de outra pessoa a não ser de Jesus. Seja escravo do Se amor. Rebele-se contra o caos da sua vida e viva a liberdade que só existe em Deus, através de seu filho Jesus.
Deus abençoe a todos.

Publicar um comentário