Ainda não há comentários

Do lado de dentro

Texto bíblico:

João 3: 3-7.

Temos muitas promessas sobre nosso ministério. E por causa disso, temos vivido dias poderosos na presença de Deus. A promessa de 86 mil pode estar um pouco longe da nossa realidade hoje, contudo, muito aquém da população de Uberlândia que supera 650 mil habitantes. Segundo pesquisa, atualmente o Brasil possui 21% de evangélicos. De todos os entrevistados, existem os que são apenas nominais, tanto católicos quanto evangélicos.

Não sei se você já leu “Cartas de um demônio ao seu aprendiz” de C.S Lewis. No livro, uma moça começa a namorar um rapaz que não pertencia à Igreja. O demônio chefe havia deixado um demônio estagiário para cuidar do rapaz. Eles começam a se comunicar por cartas. O estagiário tenta de tudo para não deixar o rapaz ser batizado, mas não consegue. Porém, nem tudo estava perdido. O demônio chefe diz ao seu aprendiz que o rapaz não deveria ter exclusividade, que ele deveria abrir espaço para outras crenças e que com isso, tudo estaria resolvido. Desta forma, o rapaz não oferecerá resistência porque será um crente morno, sem nenhuma atitude.

Quando Nicodemos falava com Jesus, existe uma maneira própria na colocação de Jesus. (leia verso 3). Não podemos ser crentes nominais, apenas de cadeira e sem responsabilidades com o evangelho. Podemos pregar santidade para todos. Contudo impor, não. Você pode ouvir a mensagem, mas ela não é uma imposição. Se você escolhe não viver uma vida de santidade, tenha pelo menos bom senso ao pecar. A Bíblia diz que os filhos das trevas são mais espertos que os filhos da Luz.

O reino de Deus não é visto do lado de fora, mas de dentro. Você apenas consegue ver, sentir ou experimentar Deus do lado de dentro do Reino d’Ele. Você não se torna membro do Reino de Deus. De um clube sim, de uma associação também, mas do Reino não. Você precisa nascer dentro deste Reino. A Bíblia fala das ovelhas que ouvem a voz do pastor. Somos, portanto, apenas o microfone de Jesus, o instrumento para amplificar a voz de Deus.

Não dá para ficar do lado de fora, porque não é possível associar-se a ele. Para nascer no Reino de Deus é preciso nascer de novo. É isto que a palavra diz. Não é uma questão de agregar ou associar, mas de nascer dentro deste reino.

Você precisa nascer de Deus, gerado por Ele por meio da atuação do Espírito Santo. Quando nascemos de Deus, temos outra compreensão. Devemos ser pessoas integrais. Temos falado sobre ser inteiro. José foi um grande exemplo de alguém inteiro. Era mimado pela mãe. Achava-se melhor que os outros irmãos. Não trabalhava, mas recebia tudo na mão. Os outros irmãos já não aguentavam mais. Contudo, Deus viu algo em José. Existia algo que interessava a Deus.

Depois de vendido a casa de Potifar, ele passou a cuidar de tudo o que pertencia ao seu senhor. Quando a mulher de Potifar se ofereceu a ele, sua resposta foi: não posso ter o que não me pertence. Como escravo, seria uma forma de reverter a situação de escravidão. Ele poderia mudar sua vida. Seria o momento da vingança. Mas José era um homem íntegro. Deus viu isso em José. Deus vê além do que pode enxergar o homem.

Existem pessoas que Deus não tem problemas com elas, porque Jesus já pagou o preço por suas vidas, mas essas pessoas têm problemas com Deus. Deus não erra nunca e não começará agora. Jesus pagou todas as nossas dívidas. Ele não tem nada contra você, mas você tem contra ele. Você continua cobrando Deus, mesmo depois d’Ele ter pago sua dívida.

Nasça no Reino, do lado de dentro. Você não se torna associado ao Reino, mas nasce dentro dele. Quem nasce neste reino, compreende tudo em sua vida e entende que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus.

Aprenda a ser um cidadão do Reino. Alguém que nasceu neste Reino. Alguém que é natural dele e vive nele. A ceia é para aqueles que nasceram no Reino e que compreendem Deus em suas vidas. Entenda o que Jesus fez por você. Você apenas pode nascer de novo, quando aceitar a Jesus como seu salvador. Faça isso hoje. Decido isso, agora.

Deus te abençoe.

Ap. Anselmo Valadão

04.09.11

Publicar um comentário