Ainda não há comentários

Para fazer parte da Comunidade.

TEXTO: Atos 15: 1-21

(…)

19 – “Portanto, julgo que não devemos pôr dificuldades aos gentios que estão se convertendo a Deus.

20 – Ao contrário, devemos escrever a eles, dizendo-lhes que se abstenham de comida contaminada pelos ídolos, da imoralidade sexual, da carne de animais estrangulados e do sangue.

21 – Pois, desde os tempos antigos, Moisés é pregado em todas as cidades, sendo lido nas sinagogas todos os sábados”.

Neste texto, vemos a tentativa dos apóstolos de estenderem a todos, os princípios da Lei de Moisés, como sendo algo mais importante que a Graça. Em outras palavras, é como dizer que o ser humano, chamado como filho, admitisse que não pode ser chamado como tal, por não poder cumprir a Lei, porque esta é muito pesada.

O que fazer então para se tornar filho? Na verdade nada. Porque Jesus já fez tudo o que era preciso. É preciso apenas crer no sacrifício completo do filho de Deus. É necessário crer no cristianismo. Crer em Cristo é o princípio básico do cristianismo. Não há nada, hoje para se fazer para ser salvo. O que era preciso ser feito, o próprio filho de Deus o fez, na cruz do calvário.

Pela sua própria força não é possível ser salvo. Não é pela luta ou mesmo a obediência que alcanço a salvação, é única e exclusivamente pela GRAÇA. A pergunta hoje é quem é filhos de Deus. Evangélicos? Católicos? Naquele tempo, os judeus que criam em Jesus buscavam várias características e estereótipos de quem era filho de Deus ou não. Até hoje buscamos decidir pela aparência, vestes, vocabulário, etc.

No final, os costumes são aqueles que aniquilam as coisas do coração. Precisamos decidimos se pregamos a escandalosa GRAÇA de Deus ou falamos da Lei Evangélica. Devemos refletir sobre qual posição devemos tomar. Como julgar o coração de alguém? Não o conhecemos como Deus o faz. Quem irá para o Céu? Ninguém, a não se Deus o sabe.

O que fazer para Deus te aceitar? NADA! Você precisa apenas acreditar em Jesus, mesmo que qualquer pessoa tente tirar você do caminho. Não importa qual seja a régua moral que usam para medir você, se entregue ao Senhor e não tenha vergonha d’Ele. Confie em Deus.

Tudo é permitido na igreja? NÃO! Principalmente no que se refere a Igreja Monte Sião. Hoje existe a falta de organização na maioria das igrejas do Brasil, mas nem por isso impediremos as pessoas de aceitarem a Jesus. Mas o mínimo de regras que podemos instituir é o se lê no verso 20:

Se afastar da contaminação dos ídolos

Relações sexuais imorais

Carne sufocada e sangue.

Por acreditarem que a vida estava no sangue, daí a importância de não comê-lo. Em Mateus capítulo 13 aprendemos que não é possível arrancar o JOIO sem levar o TRIGO. Por outro lado, em Mateus 18, se uma pessoa não se arrepende de seus atos de pecado, ela deve ser deixada de lado. A pessoa não deixa de ser filho, mas deixa de ser parte da comunidade, da igreja, porque ela não anda como as pessoas que formam esta coletividade.

Paulo escreve em I Coríntios capítulo 5 sobre a importância de deixar de fora o fermento que pode levedar toda a massa. Mais uma vez, idolatria, imoralidade sexual e assassinato são proibidos.

Como apóstolo deste ministério, gostaria de pedir licença a Tiago para acrescentar aos três pontos citados anteriormente o escândalo financeiro. A peneira de Deus é diferente da peneira da comunidade, porque esta não conhece o interior do coração de cada membro. Sabemos que um pequeno grupo ainda não conseguiu vencer tais pecados. Aqui pregamos o seguinte: Jesus, Jesus e mais Jesus. O que passar disso é idolatria.

Jesus, apenas Jesus e nada mais. Estamos falando de santidade, honestidade e comunhão. Que esta verdade seja também realidade na sua vida e caminhada com Cristo.

Deus abençoe a todos.

Apóstolo Anselmo Valadão.

Publicar um comentário